domingo, 21 de agosto de 2011

A viscosidade do tempo.

Parecem-me as horas de ninguém, nem consigo dizer se o tempo está a passar rápido e fluido como a água, ou lento e viscoso, de vez em quando lembro-me dele, de como se esgota, rigoroso, segundo a segundo, sempre exacto, tão ao contrário de como o sinto, elástico . 
Sim, porque o tempo é elástico, então pois não é? É pois!
Claro que a elasticidade do tempo, é uma realidade tão palpável na vida de todos, que seria um atestado de incompetência à inteligência de cada um, pôr-me para aqui a explicar tal coisa, mas que é elástico é, como deve entender quem sobre isso reflectir.
E posto isto como um facto inquestionável, que venha agora quem dê a explicação científica, ou até quem se limite a pegar no seu, e testar-lhe a elasticidade.
Eu, pelo meu lado constato que se acabaram as férias, e amanhã de Manhã, o mundo volta a ser a preto e branco.

5 comentários:

  1. Parece-me rápido e viscoso.

    ResponderEliminar
  2. O tempo é elástico, é o amigo mais dedicado, o amante fidelíssimo que nos acompanha nas nossas hesitações e decisões, nas conquistas e nas derrotas, na tristeza e na alegria, na saúde e na doença e nem mesmo a morte nos separa. Eu sou o meu tempo.

    ResponderEliminar
  3. E já teve este blogue posts com mais de 200 comentários, outros tempos, outros interesses.

    ResponderEliminar