quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Terei finalmente amadurecido, ou serão já sinais de podridão?

Estava agora mesmo aqui a pensar em quantas vezes já terei afiançado aos meus botões que agora é que é, que isto ou aquilo irá mudar?
Muitas vezes certamente, e recordo essas situações  com um olhar sobre um passado que parece alheio a mim mesmo. É verdade que já há algum tempo me deixei dessas vãs promessas, e até pode ser uma sensação momentânea, mas algo em mim aparentemente mudou, e não foi resultado de uma decisão tomada para o efeito.

Não interessa ao caso a explicação dos detalhes do que terá mudado, apenas a constatação de que há coisas que acontecem no seu próprio tempo, e não adianta de nada decidirmos que acontecerão antes.

5 comentários:

  1. Mudastea, mudastea?!!

    Ó pá tu não me digas que mudastea!

    ResponderEliminar
  2. Ainda ali atrás dizia,como é que era?
    "Nunca subestimar a minha capacidade de me iludir" e agora vim com um não sei o quê sobre ter mudado algo em mim.

    Tenho que rever o meu discurso.

    ResponderEliminar
  3. Bem, eu também beijo se... doutra forma, sinceramente, não beijo.

    Pensando bem, se mudastea eu beijo.É isso, eu beijo e não se fala mais no assunto.

    ResponderEliminar